top of page

III Festival das Aves Migratórias: celebrando a natureza e a cultura em Icapuí, Ceará

Atualizado: 30 de nov. de 2023

O evento realizará ações voltadas ao turismo de observação e experiência, além de gerar uma maior sensibilização quanto às espécies ameaçadas de extinção.

Grupo tradicional de Marisqueiras, no Banco dos Cajuais - Foto: Mika Holanda / Acervo Aquasis


Nos dias 2 a 10 de dezembro, o município de Icapuí será palco do III Festival das Aves Migratórias do Banco dos Cajuais que promete ser um evento marcante celebrando a conservação de aves limícolas residentes e migratórias além dos ambientes costeiros, unindo a beleza natural da região ao fortalecimento da cultura local e à promoção de práticas sustentáveis. Para os amantes da natureza, da cultura e do turismo responsável, esta é uma oportunidade imperdível de vivenciar a magia das aves migratórias em um cenário único no Ceará.


O Festival, uma iniciativa da ONG Aquasis com o apoio da Prefeitura Municipal de Icapuí e parceria do Programa Petrobras Socioambiental, vem com a proposta de celebrar a rica diversidade de aves residentes e migratórias da região, como também fortalecer a cultura local e impulsionar o turismo de observação e experiência.


Atrações e atividades


O Festival promoverá uma imersão única nas paisagens cênicas de Icapuí, com atividades como o ECOPEDAL, que busca incentivar a prática da atividade física ao ar livre com o uso de bicicletas como meio de transporte sustentável entre alguns pontos turísticos da região. Além disso, os participantes vão poder ganhar prêmios com a competição de melhor fantasia de ave migratória durante o passeio. Haverá também o concurso de marisqueiras que vai unir as pescadoras da região para muita diversão e concorrer quem pega mais marisco no local.

Participantes do ECOPEDAL, 2021 - Foto: Mika Holanda / Acervo Aquasis


Um dos pontos altos do evento será o embarque científico no entorno do Banco dos Cajuais (considerado um Sítio da Rede de Reservas de Aves Limícolas do Hemisfério Ocidental, com a sigla em inglês WHSRN), local de bastante relevância ecológica e por ser essencial às aves migratórias. A ação vai proporcionar uma experiência única aos participantes com a atividade de observação de aves migratórias, limícolas e residentes, que escolhem Icapuí para descansar e se alimentar. Durante o passeio, os participantes terão a oportunidade de aprender sobre a biodiversidade local, enriquecendo ainda mais sua conexão com o ambiente.

Grupo de aves limícolas migratórias - Foto: Onofre Monteiro / Acervo Aquasis


Exposições de artesanato e gastronomia local, oficinas, apresentações de teatro, dança, música, arte e educação, como palestras e limpeza de praia, "passarinhadas", que consiste em admirar as aves da região. Além disso, vamos ter atividades com crianças e adultos no Centro de Visitantes Banco dos Cajuais também estarão na programação do III Festival das Aves Migratórias.

Visita guiada e observação de aves - Foto: Mika Holanda / Acervo Aquasis


O Festival é um momento que agradecemos as pessoas que engajaram tanto no projeto durante todo esse tempo. São oportunidades como essa que unimos o conhecimento tradicional com o científico para discutirmos ações em prol da conservação das aves e fortalecer o turismo responsável. Além disso, valoriza a educação, a cultura e a arte local e mostra Icapuí como uma área de extrema importância ecológica para a fauna e flora local”, afirma Felipe Braga, coordenador de Educação Socioambiental, que está à frente da organização geral do Festival.

O Projeto Aves Migratórias acredita no poder da transformação socioambiental e por isso o Festival busca informar e inspirar a comunidade por meio de ações em prol da conservação ambiental e do maior entendimento a respeito da importância ecológica que Icapuí tem para as espécies.


Serviço

Datas: 2 a 10 de dezembro

Abertura do Evento: Centro de Cultura, 8 de dezembro, às 17h

Mais informações: (88) 99351.5466 (whatsapp)

Site: projetoavesmigratorias.org

Local: Icapuí - Ceará


160 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page